icone telefone

Telefones

11 3745-5778

11 98221 8650


icone

Equipe

Carolina Lucchesi


Atendimentos para adultos e casais - Terapia Cognitivo Comportamental

 

Psicóloga graduada pela Universidade Paulista - CRP 06/82526

 

Curso de Extensão em Terapia Cognitivo Comportamental no ITC.

 

Master in Business Administration pela FGV em Gestão e Desenvolvimento de Pessoas.

 

Inglês e Espanhol fluentes.

 

Terapias alternativas

 

Master em Hipnose Terapêutica pelo Elsever Institute.

 

Bioletrografia

 

Tratamento com Florais de Bach

 

Uma visão generalista da Terapia Cognitivo Comportamental

 

A Terapia Cognitivo Comportamental é uma abordagem específica, breve e com foco na queixa atual do paciente. O tratamento baseia-se na conceituação e compreensão que o mesmo atribui aos acontecimentos de sua vida. Em outras palavras, a TCC explica que, não são os acontecimentos em nossas vidas que nos afetam, mas sim a maneira como os interpretamos. Esta interpretação poderá ser positiva, ou seja, afetar funcionalmente as emoções, comportamento e vida do paciente, ou negativa, o que chamamos na abordagem Cognitiva Comportamental de "pensamento disfuncional"; aquele que influenciará o humor, as emoções e consequentemente o comportamento do paciente de uma maneira não produtiva, ineficaz trazendo emoções ruins quando na realidade poderia ser o contrário. "O pensamento disfuncional rouba a qualidade e potencial de vida do paciente, por fazê-lo acreditar que não é capaz de algo, quando na realidade é possível muito mais do que ele mesmo já imaginou " por Carolina Lucchesi.

 

Especializada no atendimento a diversos transtornos emocionais como depressão, ansiedade, síndrome do pânico, diversas fobias, compulsão alimentar, baixa auto-estima entre outros.

 

"Acredito na capacidade que o ser humano tem para se desenvolver e se auto-realizar" por Carolina Lucchesi.

 

Hipnose, para quê?

A hipnose terapêutica funciona como um recurso complementar da psicoterapia quando utilizada para auxiliar no tratamento de um problema psicológico.

O Dr. Milton Erickson, Psiquiatra especialista em Terapia Familiar Sistêmica foi uma das autoridades mundiais das técnicas de Hipnose aplicadas à psicoterapia. Sigo esta abordagem da Hipnoterapia Ericksoniana nos atendimentos. Vale ressaltar que esta técnica é considerada uma terapia alternativa a qual não faz parte da ciência da Psicologia, mas pode ser utilizada como um recurso complementar da psicoterapia, auxiliando e acelerando o sucesso do processo terapêutico. Dentre seus inúmeros benefícios, apontamos a diminuição da defesa e resistência do próprio cliente para lidar com a sua queixa como sendo bem menor, já que a hipnose nos leva a um estado alternativo de consciência ampliada ao qual torna o resultado da terapia mais rápido e eficaz.

De uma maneira geral,  a hipnose nos leva a um estado alterado de consciência, precipitado por sugestões de relaxamento que deixarão o cliente mais receptivo e com senso crítico alterado, facilitando com que a solução de sua queixa seja absorvida e aceita.

O estado hipnótico também estimula a aprendizagem, a reaprendizagem e o reprocessamento do inconsciente.

O diferencial da Hipnose Ericksoniana é a adequação à personalidade de cada cliente, o que propicia maior eficácia na resposta do tratamento, já que a mente inconsciente do mesmo responderá com autenticidade.

A hipnose terapêutica pode ser aplicada a diversas questões da vida de uma pessoa como problemas familiares e conjugais, fases de luto, inadequação social, fobias, transtornos obsessivos compulsivos, obesidade, tabagismo, alcoolismo entre outros.

O processo de hipnose segue padrões éticos, como concordância do cliente que passará pelo processo e o respeito a sua privacidade e não oferece nenhum perigo de vida ou efeito colateral na vida do paciente, a não ser propiciar e acelerar o sucesso da psicoterapia.

A hipnoterapia pode até mesmo ser utilizada isoladamente com foco breve em casos específicos através de poucas sessões.

 

Florais de Bach

O objetivo dos Florais de Bach é equilibrar emoções negativas no ser humano, as quais seriam as causadoras de transtornos emocionais, físicos e até resultantes de doenças físicas.

Cada um dos 38 Florais de Bach poderá equilibrar uma emoção negativa específica, a qual será diagnosticada na primeira sessão do paciente através de sua queixa inicial.

A filosofia dos Florais de Bach possui um enfoque holístico da saúde, da doença e da cura baseada no conceito do equilibrio de todo sistema contido em nosso interior, o  conceito da perfeita unidade de tudo aquilo que nos compõe como pessoas.

Para ele, deve-se tratar o jeito de pensar e ser da pessoa, e não a queixa em si, seja ela emocional, física ou comportamental. É através do equilibrio das nossas emoções negativas que retomaremos nossa harmonia interior, saúde mental e física.

Os florais de Bach criados pelo homeopata, bacteriologista e imunologista  inglês Dr. Edward Bach entre os anos de 1928 e 1936 são disseminados pelo mundo todo.

Todos os remédios são preparados a partir de flores, arbustos ou árvores silvestres. A manipulação obedece ao rígido padrão determinado pelo Centro Dr. Edward Bach Foundation, na Inglaterra.

Não há contra indicações e é muito utilizado por bebês e crianças, além de adultos, animais e plantas.

A Organização Mundial da Saúde, que é uma importante agência da ONU, reconheceu os benefícios dos Florais de Bach em 1978.

 

Bioeletrografia

A Bioeletrografia, conhecida popularmente como Foto Kirlian, é uma técnica reconhecida como um fato científico pelo Ministério da Saúde e Academia de Ciências da Rússia no ano de 2000.
Segundo as pesquisas realizadas por renomados cientistas, conclui-se que, como resultado do metabolismo celular de nossos corpos, substâncias químicas são liberadas e exaladas sob a forma de gases e vapores pelos poros da pele, refletindo o estado interior do indivíduo.
A Bioeletrografia pode ser utilizada como um recurso terapêutico complementar que, através de um sistema fotográfico especial permite ao terapeuta avaliar o processo psicobiodinâmico (energia vital e fluxo de energia) de seu cliente, uma vez que a foto registra a ionização de gases, vapores e outros fluídos específicos resultantes do metabolismo celular e que são emanados das células através da pele, através da ponta dos dedos. Os dedos possuem correlação com os órgãos do corpo, meridianos da terapia tradicional chinesa.
Antes Kirliangrafia, erroneamente chamada de “foto da aura” do indivíduo, a bioeletrografia proporciona a avaliação do estado energético, mental, emocional e físico do cliente. A interpretação das fotos é feita por terapeutas treinados e especializados nesse tipo de avaliação, proporcionando ao cliente um processo de autoconhecimento e equilíbrio entre corpo, mente e espírito.
Nossas percepções da realidade e de nós mesmos geram pensamentos e, consequentemente, sentimentos e emoções. Quando nossa “visão” do mundo é distorcida, geramos emoções também disfuncionais que, quando não compreendidas ou até mesmo não percebidas por nós mesmos, causam medo, angústia, insegurança, ciúme, nervosismo, ansiedade e tantas outras emoções em desequilíbrio que podem resultar em doenças psicossomáticas, ou seja, emoções que “ferem” a nossa saúde emocional e física.
O terapeuta holístico que se utiliza da técnica de Bioeletrografia, será um facilitador para que o cliente resgate sua própria capacidade de equilibrar-se através do autoconhecimento e integração harmoniosa da mente, corpo e espírito.
Longe de ser uma técnica especulativa e modernista, a Bioeletrografia é pesquisada por vários cientistas conceituados, inclusive faz parte da grade curricular de alguns cursos regulares na Europa, e também, já se faz presente como disciplina oficial de cursos de Terapias Holísticas em algumas universidades de nosso país (inclusive com aprovação do MEC), bem como tem sido instrumento auxiliar de comprovação científica, utilizado na elaboração de teses de Pós-Graduação e Pós-Doutorado, em renomadas instituições (USP,Unicamp, UFSC).
 

Adoto uma postura holística perante a vida e as pessoas, portanto, paralelamente a minha formação como Psicóloga, me aprimorei em abordagens alternativas como Hipnoterapia, Terapia com Florais de Bach, Bioeletrografia entre outros.

 

Um grande abraço,

 

Carolina Lucchesi

 

Para agendar sua consulta, ligue 11 99426-8519 (whatsapp também) ou através do e-mail: contato@carolinalucchesipsicologa.com.br

www.carolinalucchesipsicologa.com.br